Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Cartas para Estranhos #4

por Catarina d´Oliveira, em 30.05.14

Infelizmente tenho tido pouco tempo para me dedicar a outro tipo de interações e ações que faziam parte do blog e do projeto quando o idealizei há cerca de um mês. Mas há tempo para tudo, e nas próximas semanas tenho planos de novas façanhas que, a seu tempo, aqui partilharei convosco. Todavia, todos os dias continuo a tentar fazer algo, por mais pequeno que seja.

 

Estas cartas que tenho deixado a estranhos têm, de alguma forma, ajudado muito a tornar os meus dias mais completos, mesmo que nem sempre saiba se alguém as chega a ler. Esta foi mais uma, a quarta, que ficou por aí à espera das mãos certas.

 

 

Olá Estranho/a,

Escrevo-te para te lembrar de uma coisa muito importante: tu tens a possibilidade e o potencial de mudar uma vida. Ou várias!

Tu és capaz de coisas maravilhosas, grandiosas. Coisas que nunca imaginaste possíveis.

Então experimenta coisas que te assustem. Arrisca na tua profissão, dá uma volta à tua vida ou simpesmente diz a alguém o que realmente sentes. Tu consegues! E eu prometo-te que vai valer a pena!

Vai-te a eles!


Um grande abraço,
de uma amiga que ainda não conheceste

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Por aí... #6

por Catarina d´Oliveira, em 29.05.14

 

Failure is only the opportunity to begin again, only this time more wisely
- Henry Ford

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cartas para Estranhos #3

por Catarina d´Oliveira, em 27.05.14

Porque sabe mesmo bem saber que não estamos sozinhos nesta aventura da vida...

 

 

Olá estranho/a,

Fico muito feliz por teres tomado a iniciativa de abrir e ler esta carta. Estava mesmo a pensar na quantidade assustadora de mãos às quais ela podia ter ido parar... e, no entanto, veio direitinha para ti. Talvez isso mostre que, afinal, isto não é tudo uma macabra obra do acaso e que a vida funciona, de facto, de formas misteriosas.

Posto isto, tenho um desafio para ti: abraça o dia de hoje.

És uma pessoa fantástica e amada, por isso ilumina a sala com o teu sorriso. Tira algum tempo para ti e passeia, vê um filme, bebe uns copos com os amigos.

Perdoa-te, e aos outros. Ri, sorri e ama. Sempre. Faz cada dia contar, a partir de agora.

 

 

Terei sempre um imenso orgulho em ti.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Por aí... #5

por Catarina d´Oliveira, em 23.05.14

 

Here’s to the crazy ones.
The misfits. The rebels. The troublemakers.
The round pegs in the square holes.
The ones who see things differently.
They’re not fond of rules.
And they have no respect for the status quo.
You can praise them, disagree with them, quote them,
disbelieve them, glorify or vilify them.
About the only thing you can’t do is ignore them.
Because they change things.
They invent. They imagine.
They heal. They explore. They create. They inspire.
They push the human race forward.
Maybe they have to be crazy.
How else can you stare at an empty canvas and see a work of art?
Or sit in silence and hear a song that’s never been written?
Or gaze at a red planet and see a laboratory on wheels?
While some may see them as the crazy ones, we see genius.
Because the people who are crazy enough to think they can change the world,
are the ones who do

― Rob Siltanen

Autoria e outros dados (tags, etc)

O céu é o limite

por Catarina d´Oliveira, em 21.05.14

 

"Twenty years from now you will be more disappointed by the things that

you didn’t do than by the ones you did do, so throw off the bowlines,

sail away from safe harbor, catch the trade winds in your sails. 

Explore, Dream, Discover."

Mark Twain

 

 

No outro dia resolvi pegar em mim e ir até ao centro comercial arranjar alguma coisa para dar a alguém de quem gosto muito. Sem razão ou agenda que não seja aquela que vos vou expor já a seguir.

 

A A. é uma das minhas melhores amigas - daquelas fantásticas aquisições na tua vida, que tanto servem os propósitos de uma noitada de copos e diversão até de manhã, como para um chá quente onde falas de tudo e de nada, e ris, choras e deixas lá a alma se for preciso. Basicamente, estamos sempre juntas, mesmo quando não estamos. E faz parte daquele lote restrito de amigos que falava no outro dia, que se constitui verdadeiramente como família.

 

 

A ela decidi dar-lhe não propriamente um instrumento científico, mas um símbolo. Um símbolo para a vida, para o futuro, para lhe mostrar que não há limites além dos que impusermos a nós próprios. Isto porque a A. é uma daquelas pessoas que admiro por diversas razões, sendo a maior delas a capacidade de sonhar, e de deixar que o sonho comande a  vida.

 

Ultimamente as coisas andam tremidas - lá veio a vida e pessoas macambúzias, meterem-se feitas sacanas a tentar destruir os nossos planos - mas não quis e não vou deixar que ela perca uma das coisas que a torna tão diferente de todos nós.

 

A ela deixo aqui o agradecimento pela entrega e amizade ao longo destes anos. Pela força e o apoio incansável, e pela constante inspiração em algo melhor.

 

Para ti, A., fica aqui também o encorajamento, a promessa de que cá estarei sempre que precisares, e sobretudo a evidência da certeza convicta de que TU vais conseguir.

 

Go get' em, kid.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cartas para Estranhos #2

por Catarina d´Oliveira, em 19.05.14

 

Mais um dia, mais uma carta deixada por aí, quem sabe para fazer alguém sorrir.

 

 

"Olá estranho/a,

 

Queria tirar alguns minutos para te encorajar e lembrar-te do quão ESPETACULAR tu és.

 

Não conheço as tuas lutas, mas sei que, como eu, batalhas de alguma forma. Dia após dia. Então peço-te: não desistas! Aguenta-te! Bem sei que os clichés só irritam, mas é mesmo verdade que um dia a tempestade cessa e a recompensa chega.

 

Estamos no mesmo barco, e todos precisamos de um empurrãozinho de vez em quando… então faz o seguinte: fecha os olhos, endireita-te, inspira bem fundo e SORRI. Porque estás vivo/a, estás aqui e vales a pena.

 

E para terminar… porque todos precisamos de um sorriso e um abraço de vez em quando, aqui vai um de cada, só para ti  -> :) O <-

 

 

Com a maior amizade…

Alguém que acredita em ti."

 

 

[o mundo é realmente pequeno, e acabei por saber que pelo menos esta carta chegou a alguém... e subitamente fui feliz]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Por aí... #4

por Catarina d´Oliveira, em 16.05.14

 

If all else perished, and he remained, I should still continue to be;

and if all else remained, and he were annihilated, the universe would turn to a mighty stranger.”
Emily Brontë

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cartas para Estranhos #1

por Catarina d´Oliveira, em 14.05.14

 

Acho que vivemos num mundo com pouca esperança e crença em si mesmo. Passamos a vida a correr de um lado para o outro, com a cabeça enfiada no chão e nunca paramos para olhar e apreciar o que se passa, incluíndo todas as outras pessoas que seriam capazes de nos ajudar a ultrapassar tudo isto.

 

A vida é difícil, mas é difícil para todos. O que faz falta - creio eu - é a capacidade de tirarmos uns breves momentos para estarmos lá uns para os outros, para nos apoiarmos. Em resumo, talvez nos faltem cartas de amor - românticas, de amizade, de apoio, de companheirismo.

 

Resolvi, como outros fizeram antes de mim, dar um passo contra a corrente. E a partir de hoje, as minhas cartas e a minha amizade ficará espalhada por aí. Aqui fica a primeira de muitas.

 

 

 

"Olá Estranho/a,

 

Esta carta é para ti, justamente porque não queria que te sentisses sozinho/a num dia tão bonito como este. Isto porque sou exatamente como tu... tenho sonhos, ambições, objetivos por concretizar... mas, às vezes, a vida põe-nos obstáculos tramados pelo caminho.

 

Mas quero que saibas, mais do que qualquer outra coisa, que por casa desafio e barreira que ultrapassares, não só lhe podes atirar um valente "TOMA LÁ, VIDA SACANA!", como te vais tornar cada vez mais sábio/a e forte.

 

Vais ser capaz se te esforçares e se NUNCA DESISTIRES.

 

Tu tens valor, aqui, no mundo. Estás aqui por alguma razão, para cumprir uma missão - a tua.

 

Não deites fora as tuas ambições, os teus sonhos.

Não TE deites fora.

 

 

De alguém que acredita em ti."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Por aí... #3

por Catarina d´Oliveira, em 12.05.14

 

What sunshine is to flowers, smiles are to humanity.
These are but trifles, to be sure; but scattered along life's pathway, the good they do is inconceivable.”
Joseph Addison

Autoria e outros dados (tags, etc)

Por aí... #2

por Catarina d´Oliveira, em 10.05.14

 

Security is mostly a superstition. It does not exist in nature, nor do the children of men as a whole experience it.
Avoiding danger is no safer in the long run than outright exposure.
Life is either a daring adventure, or nothing.
Helen Keller

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

subscrever feeds