Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Conversa Amiga #9

por Catarina d´Oliveira, em 26.10.15

Nunca gostei particularmente do número 9 e talvez por isso a minha nona saída para conversar não tenha sido tão boa como as outras. Ou talvez tenha sido por causa do tempo que só convidava a ficar em casa com uma manta a ver filmes. Ou, provavelmente, nada disto está relacionado e a minha noite - e o meu dia - foram menos bons porque tiveram de ser.

 

No entanto, não deixei de fazer o que sentia que devia, e saí de casa rumo à sessão.

 

Hoje não faltavam pessoas, mas faltava-me alguma alma, razão pela qual me tenha restringido à segurança de caras que já conheço relativamente.

 

Comecei por encontrar o senhor M. que parecia compactuar comigo nesta coisa das energias negativas do universo. Ele que anda sempre de sorriso de orelha em orelha e uma piada na ponta da língua, estava hoje mais retraído, com meios sorrisos e respostas menos espirituosas. Disse-me que estava mais ou menos, e respondi-lhe de volta com a honestidade que tinha que também não estava nos meus dias. A conversa não foi, de todo, longa, mas trocamos um enorme abraço que valeu por todas as palavras que ficaram por dizer.

 

SEM ABRIGO ESTAÇÃO ORIENTE.jpg

 

 

O resto da noite - além de uma pequena intervenção numa mini-zaragata que se deu por meros mal-entendidos, como de costume - passei-a com o bom e velho Mateus, também ele sintomaticamente diferente do que sempre o conheci. Pela primeira vez não entupiu o discurso de rimas e cantigas - apesar de as ter entoado, ocasionalmente - mas falou-me com a alma. Relembrou os tempos felizes com as gentes do teatro, mas foi a melancolia de um passado mais feliz do que o presente inseguro que dominou o resto da conversa.

 

Ficámos ali tempos e tempos, a refletir sobre o contraste entre os momentos de felicidade mais pura e o ar cortante da derrota ou esquecimento de outras glórias.

 

Senti que partilhei humanidade nesta noite, mas também tenho a certeza que não fui capaz de lhes dar o melhor de mim. Fica a promessa do regresso na próxima saída.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D