Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O Manifesto

por Catarina d´Oliveira, em 22.04.14

És mestre e dono da tua alma, do teu corpo. Sente-o. Sente-o bem, e de verdade. E quando fores capaz de o sentir - que nem sempre é fácil ou intuitivo - podes dar-te aos outros, e amá-los.

 

Faz sem que te peçam ou te ofereçam algo em troca. Oferece-TE a quem mais precisa, e desprega-te das coisas que, na mais honesta das realidades, não necessitas para ser feliz.

 

Não espalhes ódios, nem injustiças, nem o desconforto, mesmo que, nos momentos de limite que a vida vai multiplicando pelo teu caminho, seja só isso que sentes e que queres obrigar os outros a sentir. Semeia as coisas boas, positivas, a alegria de estar aqui e agora. Não guardes rancor e perdoa. Perdoa sempre.

 

Sê tu, inteiro, em paz com o que és, e depois partilha com o mundo. Porque a felicidade só é real quando é partilhada.

 

 

Autoretrato de Chris McCandless, o original Alexander Supertramp de "Into the Wild" e da vida.

Uma história verídica (e imperdível) escrita por Jon Krakauer e adaptada ao cinema por Sean Penn.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D