Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um Sem Abrigo, Um Amigo

por Catarina d´Oliveira, em 24.03.15

Partilhar e ajudar, das formas a que estamos habituados, pode não parecer simples. Tanto porque aqueles euros podem (ou não) fazer falta no fim do mês, ou porque aquela comida pode (ou não) escassear no frigorífico se fizermos mal as contas, ou porque aquelas roupas podem (ou não) ser indispensáveis num dia mais frio, ou para um familiar mais necessitado.

 

Há sempre escapes, e, no fundo, desculpas. Mas há realmente uma enorme ausência de razões esfarrapadas que podemos dar para não oferecermos aos outros um pouco do nosso tempo. Não digo semanas, ou meses, mas umas horas. Porque juntando as horas de todos obtemos meses, e juntando meses obtemos anos, e juntando boa vontade e amizade ganhamos vida.

 

Foi com esse espírito que resolvi procurar organismos que me ajudassem a levar para a frente o caminho que decidi, há quase um ano (e muito tarde, eu sei), começar a trilhar sozinha.

 

Quem deseja ajudar com tempo, e presença, e humanidade, tem muitas opções, mas talvez o mais fácil, para começar, seja fazer o que eu fiz: inscrever-me no Banco de Voluntariado da minha área. Depois é esperar pela marcação da entrevista e, uma vez realizada, começar a receber propostas de acordo com as nossas áreas de interesse, que podem ir desde o apoio a doentes, a apoio escolar, acompanhamento de crianças, promoção de atividades desportivas, atividades com sem-abrigo, e muitas outras. Não faltam lugares por onde começar, o que falta mesmo é que tomemos a iniciativa de arregaçar as mangas.

 

FullSizeRender.jpg

 

Uma das minhas próximas aventuras (e que começa já dia 28), vai ser com a Associação Conversa Amiga, uma das pequenas instituições que mais me inspirou por colmatar uma falha tão estrutural que existe no apoio à população sem-abrigo: já existe quem distribua comida e agasalhos... mas e conversa? E apoio emocional para combater a exclusão e a solidão? Bom, é isso que vou fazer com os meus colegas, duas vezes por mês, ao sábado à noite (não me digam que não têm tempo...).

 

 

As histórias que lá ouvir não poderei partilhar no todo, por respeito aos indivíduos (e individualidades) e à instituição que represento, mas relatarei, de modo lato, as aventuras que encontrar, as lições que aprender, e os anos que ganhar. Tudo com o intuito de continuar a inspirar quem aqui passa - e a mim também - a fazer mais e melhor, por si, e pelos outros, todos os dias.

 

 

Links Úteis

Mapa de Bancos de Voluntariado em Portugal

Associação Conversa Amiga

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D